3 mulheres faixa etária 40 anos, ex-casadas, 2 delas tem filhos, viajam até Marselha para desarrumar a casa de uma delas que será vendida. Esta é a sinopse do filme.


Eu vou tentar não contar totalmente o filme, para vocês fazerem a pipoca, abrir o vinho, deitar no sofá/rede e assistirem como uma boa diversão. Primeirão, a sigla do filme é bem machista. A Diretora é uma das atrizes e acho que o nome do filme é uma provocação.

Depois vou contar coisas que investiguei a partir deste filme e fazer algumas reflexões:

Na França, no filme é francês, a expectativa de vida da população total: 82 anos (2018 est.), entre os homens: 78,9 anos e para nós mulheres: 85,7 anos. Nós mulheres vivemos cerca de 7 anos a mais que os homens. No Brasil, em 2018, a expectativa de vida para os homens é de 72,8 anos e para nós mulheres é de 80,0 anos. Nós mulheres vivemos cerca de 8 anos a mais que os homens.

O filme tocou em nesse ponto. Se você é uma mulher heterossexual, e pretender viver,compartilhar cuidado, até envelhecer com um homem, com base no resultado acima, deve procurar um homem 7/8 anos mais novo que você.

Pensando aqui, pode até ser uma subversão, ter relacionamentos com homens mais jovens, a estratégia do patriarcado, que condicionou os relacionamentos “normais” entre homens mais velhos e mulheres mais novas, colocando o cuidado, como tarefa não remunerada da mulher.

A juventude tem um frescor , um cheiro de pitanga com manga igual a felicidade. Ter um “affair”, encontro,relacionamento com homens mais jovens pode trazer e lembrar sonhos,objetivos e propósitos que estavam dentro de você, mas que, as exigências, de um outro tempo, como construir família, patrimônio e carreira fizeram, você esconder de você e da vida.

Os homens e mulheres estão expostos aos papéis condicionados pela sociedade. Os homens se aproveitam e são beneficiados dos privilégios e lugar de poder do Patriarcado. Porém, têm objetivos pra relações, como ser o “pegador”, o tímido, o romântico, o família.

As mulheres foram condicionadas ao lugar do cuidado, tivemos recentemente, conquistas fabulosas na sua autonomia social, financeira, intelectual, mas várias de nós ainda ficaram e são cobradas de papéis sociais fixos na idade média, como as mulheres recatas e do lar. Criando as ditas mulheres paradoxais.

Por último, partindo das vivências do filme, as 3 mulheres passaram a perceber como seus relacionamentos anteriores, com homens da sua faixa etária, com carreira profissional segura e vida formada, podem ser abusivos, tanto, sexualmente, como na partenidade e nos condicionamentos, interferindo em todos os aspectos, até na decoração da casa que seria vendida.

Fica a dica para assistir ao filme.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s